Qualcomm

A Qualcomm apresentou um portfólio com sete chips dedicados a dispositivos para Internet das Coisas (IoT) nesta terça-feira, 8. São eles: QCS8250, QCS6490, QCM6490, QCS4290 QCM4290, QCS2290, QCM2290. De acordo com a companhia, os processadores abrangem todas as faixas de dispositivos, dos mais baratos, de entrada, até os premium.

Chip por chip

O QCS 8250 é o mais avançado e bem similar a um Snapdragon usado em dispositivos móveis premium. Sua configuração possui 5G, Wi-Fi 6, CPU Kryo 585, motor de inteligência artificial e sensor de imagem com suporte para sete câmeras em 4K em 120 quadros por segundo (FPS). Seu uso é destinado para saúde digital, sinalização digital, varejo e colaboração em vídeo.

Os chips QCS6490 e QCM6490 se destacam por oferecem conexão 5G, Wi-Fi 6E, CPU Kyo 670, sensor de imagem triplo e motor de inteligência artificial. A utilização desses processadores é indicada para saúde digital, gerenciamento de logística, varejo, transporte e armazéns.

Por sua vez, QCS4290 e QCM4290 são destinados para câmeras, dispositivos móveis industriais e painéis de segurança. Ambos são configurados com CPU Kryo 260, motor de inteligência artificial e conexões LTE e Wi-Fi 6.

E os chips QCS2290 e QCM2290 são os mais simples. Indicados para câmeras, dispositivos industriais móveis, varejo, máquinas de pagamento e rastreio de equipamentos, a configuração dos dois compõe CPU Cortex A53 e conexão LTE.

Disponibilidade

Os chipsets QCS8250, QCS4290, QCM4290, QCS2290 e QCM2290 estão disponíveis para OEMs a partir desta terça-feira, 8. E os chips QCS6490 e QCM6490 chegam no segundo semestre de 2021. Entre empresas que manifestaram desejo de usar os novos processadores estão Arrow, einfochips, Fibocom, Honeywell, Quectel e Zebra.