16 AcordoParceria

Ilustração: Cecília Marins/Mobile Time

A Apple e a Ericsson firmaram um acordo de licenciamento de patentes plurianual nesta sexta-feira, 9. Envolvendo propriedades intelectuais de celular da fornecedora sueca, o contrato dá fim à disputa judicial das duas companhias em vários países, inclusive na Corte Distrital do Leste do Texas e na Comissão de Comércio dos Estados Unidos.

Vale lembrar, a peleja começou em 2021 e envolvia basicamente o valor a ser pago pela fabricante dos iPhones pelo uso de tecnologias da Ericsson vitais no 5G. A Apple tinha um acordo anterior avalizado em 2015, mas envolvia tecnologias apenas do 2G ao 4G.

De acordo com a CIO da Ericsson, Christina Petersson, o acordo tem “importância estratégia” para o seu programa de licenciamento 5G. Como a tecnologia estará embarcada nos dispositivos da Apple, a fornecedora espera um adicional de 5,5 a 6 bilhões de coroas suecas (US$ 530 a US$ 540 milhões) no próximo relatório financeiro do quarto trimestre de 2022.

Além da permissão pelo uso das patentes, Apple e Ericsson vão trabalhar em colaboração para desenvolver tecnologias, padrões e interoperabilidade essenciais às companhias e seus usuários.

IoT

Esta é a segunda notícia de impacto global da Ericsson nesta semana. Na quarta-feira passada, a companhia confirmou a venda de sua unidade de Internet das Coisas para a norte-americana Aeris. Este segmento estava dando prejuízo à fabricante sueca, que vai eliminar 250 milhões de coroas suecas em gastos por trimestre.