shutterstock 777701731

A Uber decidiu aumentar a sua oferta de notas seniores de cinco anos de US$ 750 milhões para US$ 900 milhões. Além do aumento apresentado nesta quinta-feira, 14, a companhia trouxe mais informações sobre como será a arrecadação por meio das notas em documento enviado junto à SEC, órgão norte-americano similar à brasileira CVM.

Na proposta desta quinta-feira, a empresa explica que as notas “acumularão juros devidos semestralmente em atraso” em 15 de maio e 15 de novembro de cada ano. Com isso, a proposta para compra das notas termina na próxima sexta-feira, 15. O inicio do acúmulo será em 15 de novembro de 2020, com uma taxa de 7.500% ao ano.

As notas serão garantidas por uma subsidiária da Uber, a Rasier.

Vale lembrar que a Uber inicialmente criou uma oferta de notas seniores (uma espécie de notas romissória) de US$ 750 milhões na última terça-feira, 13. A empresa explicou que o montante será usado para aquisições e outros gastos corporativos.