O estúdio de games Gazeus é um dos poucos do Brasil autorizados pelo Facebook a publicar jogos instantâneos para o Messenger. A empresa havia lançado até então quatro títulos para a plataforma e pretende lançar mais quatro neste semestre, dobrando seu catálogo. O primeiro da nova leva chegou esta semana: trata-se do Plushie Mania (Messenger), um jogo casual em que o usuário precisa juntar bichinhos de pelúcia iguais dentro de uma daquelas máquinas de pegar presentes com uma mão mecânica.

Até então os títulos da Gazeus era, inspirados em jogos clássicos: um dominó, dois de cartas (Gin Rummy e Hearts Classic) e um de dados (Yatzy Party). Nesta nova fase, a empresa vai focar mais em jogos autorais, como o Plushie Mania. Três dos quatro lançamentos previstos para 2017 serão autorais.

Atualmente a Gazeus registra cerca de 1,6 milhão de usuários ativos mensais (MAUs, na sigla em inglês) de seus jogos no Messenger. O número já foi maior, tendo chegado a 7 milhões em meados do ano passado. A queda se deve ao fato de terem entrado muito mais títulos no catálogo do Messenger nos últimos meses. Além disso, ainda falta na plataforma um mecanismo mais amigável para a pesquisa dos jogos. Por fim, os desenvolvedores não podem ainda adquirir usuários com campanhas publicitárias – isso está em testes e deve ser liberado em breve. Por conta desses motivos, a audiência caiu para todos os desenvolvedores, relata Dario Souza, CEO da Gazeus.

Os jogos instantâneos são desenvolvidos em HTML5. São mais baratos e rápidos de serem construídos do que jogos nativos para Android ou iOS. Por outro lado, sua receita ainda está muito aquém, girando em torno de 15% a 20% aquela obtida com jogos nativos, compara o executivo.

Atualmente, a única fonte de receita para os desenvolvedores de jogos instantâneos é a publicidade dentro dos games, servida pelo Facebook. Porém, já está em teste beta a possibilidade de se vender bens virtuais dentro dos jogos. Isso vai alterar radicalmente o modelo de negócios, assim como o próprio estilo dos games. Os novos títulos da Gazeus estão sendo construídos prevendo a possibilidade de inserção futura de vendas in-app.

Outra razão que motiva a Gazeus a aumentar o seu catálogo de jogos instantâneos é o potencial do Messenger enquanto plataforma de games, seguindo tendência que deu certo entre mensageiros na Ásia.

“No Oriente, os mensageiros são muito presentes na vida dos usuários, tanto para mensageria quanto para comprar ingressos, pedir pizzas e jogar. O Facebook quer replicar esse modelo no Ocidente com o Messenger. Os jogos instantâneos chegaram para ficar, não é algo passageiro”, analisa o executivo. “Os usuários do Facebook representam um terço da população mundial. Não se trata de apenas mais um fornecedor. É “o fornecedor”. Não dá para ignorá-lo”, conclui.

Tela Viva Móvel

O CEO da Gazeus fará uma palestra sobre a produção de jogos instantâneos na próxima edição do Tela Viva Móvel, cuja agenda será totalmente focada em inovação no ecossistema móvel. O evento acontecerá no dia 14 de maio, no WTC, em São Paulo. Mais informações sobre a agenda e compra de ingressos estão disponíveis no site www.telavivamovel.com.br ou através do telefone/WhatsApp 11-3138-4619, ou pelo email eventos@mobiletime.com.br