Game PK XD, da Aferverse

Em um ano, o jogo brasileiro PK XD (Android, iOS) cresceu 4,5 vezes e agora conta com mais de 40 milhões de usuários ativos mensais (MAUs, na sigla em inglês). No começo do ano passado eram menos de 10 milhões. A meta é figurar um dia no seleto grupo de games móveis com mais de 100 milhões de MAUs, do qual fazem parte títulos como Fortnite, Roblox, Minecraft, Free Fire e Among Us, diz Breno Masi, diretor geral da Afterverse, empresa responsável pelo desenvolvimento do PK XD, em conversa com Mobile Time.

Hoje, 70% do público do PK XD é estrangeiro. O Brasil ainda é, individualmente, o maior mercado, respondendo por 30% da base. Em seguida vêm EUA, México, Emirados Árabes Unidos e Rússia. O jogo está traduzido para 11 idiomas. “Desde o começo pensamos o PK XD para ser um produto global, não para ser algo só do Brasil”, comenta.

Vale destacar que hoje existe uma comunidade de mais de 350 criadores de conteúdo mundo afora produzindo vídeos no YouTube e em outras plataformas sobre o PK XD, tal como acontece com outros games de sucesso. Alguns dos vídeos têm milhões de visualizações.

Para acompanhar a expansão do jogo e acelerar seu desenvolvimento, a Afterverse planeja  contratar 70 pessoas este ano, dobrando de tamanho a sua equipe, que no momento é constituída por 70 profissionais.

Dentro do jogo

No PK XD o jogador constrói um personagem e o controla dentro de um universo no qual interage com os avatares de outros jogadores. A comunicação, contudo, é controlada: somente frases pré-definidas pelo jogo podem ser usadas. A tradução entre as 11 línguas é feita automaticamente, de maneira que uma criança do Brasil possa conversar com uma do Japão, por exemplo, cada um na sua língua. 

“Temos preocupação grande com a parte de segurança e de comunicação, pois vivemos isso em sete anos de Playkids (a Aferverse é uma spin-off do PlayKids). Eu faço produtos que as minhas filhas usam”, afirma o executivo, destacando que o PK XD atende às normas do Copa (Child Online Protection Act, lei norte-americana para proteção de crianças em serviços digitais) e da GDPR (General Data Protection Regulation, equivalente europeia à LGPD brasileira).

O PK XD oferece também uma grande variedade de minigames dentro dele e venda de itens in-app para a customização do personagem. A moeda do jogo pode ser obtida a partir de ações realizadas pelos personagens ou comprada de verdade. 

A monetização provém de duas fontes: publicidade dentro do jogo e vendas in-app.

História da Afterverse

A Afterverse nasceu como uma spin-off do PlayKids. Enquanto este último foca em crianças de até seis anos, a Afterverse mira naquelas com 13 anos ou mais.

“A Afterverse foi moldada porque víamos a necessidade de aumentar a audiência do PlayKids a partir dos usuários antigos que mudaram de plataforma depois que cresceram. Fizemos então um teste adicionando o jogo Crafty Lands (Android, iOS) dentro do PlayKids e o engajamento foi gigantesco, mesmo sendo para uma audiência mais velha”, relembra Masi. Em apenas uma semana o Crafty Lands já era o ambiente mais acessado dentro do PlayKids. Isso deu a certeza de que era preciso investir mais no desenvolvimento de jogos, o que deu origem à Afterverse.

O Crafty Lands tem hoje 5 milhões de MAUs e contará com algumas atualizações este ano. O PK XD, por sua vez, deve ter lançada oficialmente sua versão 1.0 nos próximos meses (a versão atual é considerada beta) com uma série de novidades. Somando esses dois títulos com o Crafty Colors, um terceiro jogo que acabou descontinuado, a Afterverse acumula mais de 170 milhões de downloads. 

Não há plano de lançamento de jogos novos este ano: o trabalho será concentrado no aprimoramento do PK XD e do Crafty Lands.

Tela Viva Móvel

Breno Masi participará do painel “Games móveis brasileiros para exportação”, durante a 20ª edição do Tela Viva Móvel, no dia 11 de maio. Estão confirmados para o mesmo painel Flávio Miyamaru, CEO da Tapps Games, e Carlos Estigarribia, head of country management da Lockwood Publishing – Avakin Life.

O evento acontecerá em formato online. Para mais informações, acesse www.telavivamovel.com.br ou consulte a equipe de eventos do Mobile Time: eventos@mobiletime.com.br ou ligue para 11-3138-4619.