25 musica

O Clubhouse (iOS) fechou uma rodada de investimentos série C no último domingo, 18 – a segunda da empresa em 2021. Os valores não foram divulgados, mas, de acordo com a Reuters, com a atual injeção de capital, a empresa passa a valer US$ 4 bilhões.

O novo aporte foi liderado por Andrew Chan da A16z (também conhecida com Andreessen Horowitz) e contou com participação de DST Global, Tiger Global e Elad Gil. Em uma mensagem postada em seu perfil no Twitter, Chen revelou que sua companhia mapeou um ano atrás que o Clubhouse tinha um forte potencial. Além disso, citou um dado de um estudo da A16z que revela que 30% dos norte-americanos escutam podcasts, o que mostra o potencial da rede social de áudio com suas salas de conversação, criadores de conteúdo e seu aplicativo.

Em nota publicada em seu blog, o Clubhouse afirma que usará o dinheiro para escalar sua operação internacionalmente. O montante também será utilizado para: criar funções de localização e acessibilidade; lançar mais programas de relacionamento e pagamento com sua comunidade de criadores de conteúdo; investir pesado para garantir que usuários encontrarão as melhores salas; e contratar pessoal para os times de suporte e gestão da comunidade.

Lançado em 2020, o aplicativo de áudio ganhou tração no mercado no final do último ano. Em fevereiro de 2021, a Sensor Tower revelou que o Brasil era o sexto em downloads do app no mundo, um movimento que ganhou escala por conta da presença de executivos, celebridades e marcas no País, que passaram a usar as salas do app para se comunicar com seu público.

Ao todo, o Clubhouse obteve mais de 200 investidores nas outras quatro rodadas anteriores, sendo três de série A e uma da série B. Segundo o site Crunchbase, a empresa angariou US$ 110 milhões no acumulado.