Foto: Stella Ribeiro

A Coca-Cola desenvolveu um aplicativo para ajudar pequenos comerciantes a venderem online. O Wabi (Android, iOS) é um marketplace digital no qual padarias, confeitarias, mercadinhos e outros estabelecimentos de comércio local podem se cadastrar para realizar vendas para a sua vizinhança, alcançando consumidores em um raio de até três quilômetros de distância. A grande diferença para outros marketplaces digitais é que o Wabi não cobra comissão pelas vendas. Todo o dinheiro volta para o lojista.

“É um projeto para ajudar o pequeno varejo no mundo digital. As pequenas lojas que não têm estrutura e capacidade de desenvolvimento ficariam para trás e daqui a quatro ou cinco anos desapareceriam. Para o pequeno varejo, o Wabi é um meio de sobrevivência, um meio de digitalização e transformação dos negócios”, descreve Carla Papazian, gerente nacional do Wabi no Brasil, em conversa com Mobile Time.

O aplicativo foi desenvolvido em parceria com a YopDev e lançado originalmente na Argentina no ano passado. Hoje está presente em mais sete países da América Latina, que somam 6 mil estabelecimentos comerciais cadastrados: Brasil, Colômbia, República Dominicana, México, Chile, Peru e Uruguai.

No Brasil a operação do Wabi foi lançada como um piloto no começo do ano em São Paulo e Rio de Janeiro, antes da pandemia. Atualmente há mais de 700 lojas cadastradas nas duas cidades. Com a quarentena e a obrigação do fechamento do comércio, o Wabi virou a salvação para muitos lojistas.

“Temos lojas que começaram recebendo antes da pandemia de 10 a 12 pedidos por dia e agora recebem 60. Houve uma aceleração muito importante especialmente entre aquelas que tiveram que fechar as portas. Com o Wabi elas conseguiram manter as vendas e o negócio rolando”, relata a executiva.

Somente em abril o Wabi contabilizou 20 mil vendas no Brasil. Ao longo do ano, o projeto será levado para outras cidades brasileiras, como Recife, Fortaleza e Brasília. Até dezembro, a expectativa é ter 3 mil estabelecimentos cadastrados em São Paulo e 1,5 mil no Rio de Janeiro.

Como funciona

O Wabi é destinado a estabelecimentos que vendam bens de consumo como alimentos, bebidas não alcoólicas e alcoólicas, produtos de limpeza, artigos de higiene, mantimentos, enlatados, doces, dentre outros. O lojista pode se cadastrar gratuitamente através do site www.eumecuidocomwabi.com. Dentro de 72 horas o comerciante é contactado por um representante da Coca-cola para ter seu acesso liberado. Depois, através do Wabi Loja (Android, iOS), um app específico para os comerciantes, é possível gerenciar os produtos oferecidos e seus preços.

O consumidor final, por sua vez, consegue navegar pelos produtos disponíveis e lojas localizadas em sua vizinhança através do app Wabi, no qual realiza encomendas. As opções de pagamento são em dinheiro, cartão de débito ou crédito na maquininha levada pelo entregador, ou através do WabiPay, um serviço de pagamento digital criado pela Coca-Cola e que é oferecido sem custo para os lojistas. A compra pode ser feita com cartão de crédito via WabiPay e o comerciante recebe o dinheiro em sua conta corrente dentro de 72 horas sem pagar nenhuma taxa. O custo de processamento dos pagamentos é absorvido pela Coca-Cola. Cabe ressaltar que a entrega fica a cargo do lojista.

Há ainda um marketplace atacadista do Wabi em outro app, o Wabi2B (Android, iOS), através do qual o lojista pode adquirir produtos para revenda pagando com WabiPay.

Mundo

Aos poucos, a Coca-Cola começa a levar o projeto para outros continentes, principalmente para países em desenvolvimento. Recentemente o Wabi foi lançado na Malásia, no Vietnã e no Quênia.