Em 2019 inteiro, foram distribuídos ao varejo mundial 125 milhões de smart speakers, 60% a mais do que no ano anterior, informa levantamento da Canalys. A China foi a grande responsável pelo crescimento, uma vez que as remessas para o país mais que dobraram, de 21,9 milhões para 52 milhões.

smartspeakers 19 Canalys 1A Amazon se manteve na liderança tendo vendido 37,3 milhões de unidades, um market share de 29,9%. Em segundo, o Google, com 23,8 milhões de smart speakers enviados ao varejo e uma fatia de mercado de 19,1%. Terceira no ranking, a chinesa Baidu vendeu 17,3 milhões de unidades ao mercado em 2019, rendendo à fabricante 13,9% de market share. Seu crescimento foi bastante expressivo de um ano para outro, com aumento de 384%.

Previsão para 2020

Para 2020, a Canalys prevê um início de ano em declínio de 22% em relação ao ano anterior para os alto-falantes na China. O motivo está no surto do novo coronavírus. Porém, a empresa de análise de dados estima que no terceiro trimestre de 2020 a indústria se recupere. A Canalys reduziu sua previsão de crescimento do mercado de alto-falantes inteligentes para 2020 na China de 19% para 8%, enquanto diminuiu sua previsão geral de crescimento global de 20% para 13%. O mercado global ainda deve crescer continuamente, embora em um nível mais baixo.

Com a situação na China mostrando sinais de melhora, o impacto do novo coronavírus na cadeia de suprimentos de alto-falantes inteligentes do mundo deve ser de curto prazo. De acordo com o analista sênior da Canalys, Jason Low, as remessas globais de dispositivos foram atrasadas e os fornecedores precisam se esforçar para alcançar capacidade de produção para retomar seus planos e minimizar o impacto. “Embora o aumento do custo de produção seja um risco importante, espera-se que os fornecedores de alto-falantes inteligentes tenham preocupações mínimas com as restrições de produção e fornecimento em comparação com os fornecedores de smartphones e PC, pois os smart speakers são menos complexos de fabricar.”