9 Uso De Apps

Ilustração: Cecília Marins

Um estudo feito pelo site estadunidense MyVision.Org mostrou a relação que crianças e adolescentes de 17 anos ou menos possuem com dispositivos como smartphones, tablets, computadores e outros tipos de telas. 74% dos pais e responsáveis dão algum dispositivo aos seus filhos de 5 anos ou menos. 24% o fazem quando eles têm 1 ano ou menos.

A pesquisa verificou quais são os dispositivos utilizados pelas crianças. 61% delas usam smartphones regularmente, 63% usam tablets; 80%, televisão; 49%, computador; e 48%, dispositivos para games.

Entre as razões que levam as crianças a utilizarem os dispositivos estão assistir a filmes, séries e outros conteúdos (91%), jogar games (86%), fazer a lição de casa (57%), ter aulas (48%), falar com amigos (46%), usar redes sociais (34%), entre outros motivos.

As estimativa dos pais e responsáveis é que 35% das crianças passam de três a quatro horas por dia na frente de telas. 26% passam de cinco a seis horas, enquanto 20%, de uma a duas horas, e 10%, de sete a oito. Isso significa que 78% das crianças usam dispositivos três horas ou mais por dia.

Não à toa, o tempo de tela dos filhos gera preocupação em 59% dos pais e responsáveis. 68% acreditam que esse tempo aumentou depois da pandemia. 65% deles sentem que elas deveriam usar dispositivos duas horas ou menos por dia.

Tal pai, tal filho

62% dos pais e responsáveis entrevistados acham que o seu próprio uso de tecnologia influencia o dos seus filhos. Na verdade, para 72% essa influência é negativa. Metade deles (49%) acha que as crianças são viciadas em telas – em contrapartida, 54% deles acreditam que eles mesmos são viciados.

74% dos pais monitoram o tempo de tela de seus filhos, enquanto 82% possuem regras para isso. As principais delas são limitar o quanto dispositivos podem ser usados (18%), quando (17%) e onde (5%) – ou as três em conjunto (60%).

A contradição é que quase metade (45%) dos pais dão dispositivos aos filhos para distrai-los ou fazer com que fiquem quietos. 36% nunca fazem isso e 42% usam tempo de tela como uma forma de recompensa por bons comportamentos.

992 pais e responsáveis foram entrevistados em junho de 2022, com idade entre 20 e 73 anos, e média de 41. 50% eram mulheres, 49% homens e 1% não-binários.