Há poucas semanas, a Apple apresentou a versão beta do iOS 8, seu novo sistema operacional móvel, e uma série de novas APIs (Application Programming Interface) para desenvolvedores. Duas delas chamaram a atenção por representarem um avanço importante para os mercados de apps de saúde e automação residencial. Trata-se das APIs batizadas como HealthKit e HomeKit, respectivamente. Elas permitem a integração e troca de dados entre apps distintos, a primeira com foco na saúde e a segunda, em automação residencial.

"Em vez de o desenvolvedor ter que se integrar com cada um dos parceiros separadamente, bastará usar a API da Apple. Isso vai permitir que o ecossistema de apps de saúde se torne mais coeso", diz Kleber Bacili, CEO da Sensedia, empresa brasileira especializada na construção de APIs. Ele cita como exemplo a possibilidade de apps de corridas e de monitoramento de peso e ingestão de calorias trocarem informações com apps de monitoramento médico ou mesmo de planos de saúde. Assim, o médico saberia remotamente como está a saúde do seu paciente e um plano de saúde poderia dar descontos para aqueles que estão fazendo exercícios regularmente e se alimentando bem, por exemplo. A API HomeKit promete uma revolução similar no segmento de automação residencial. Há muitas soluções surgindo para essa finalidade, mas a maioria não conversa entre si. A falta de integração poderá ser resolvida com essa API.

Bacili destaca também o fato de a Apple ter aberto para qualquer desenvolvedor a partir do iOS 8 a utilização do leitor de digital presente no iPhone como solução de autenticação. O executivo aposta que essa forma de identificação será adotada por apps que requeiram mais segurança, especialmente aqueles relacionados a finanças.

Análise

A facilidade de troca de informações entre apps é, sem dúvida, um passo importante para o fomento do mercado de soluções móveis. Mas é necessário também que facilitar a integração entre dispositivos com sistemas operacionais diferentes. Infelizmente, desenvolvedores ainda penam para criar apps multiplataforma. A fragmentação dos sistemas operacionais móveis é uma das maiores reclamações do setor.