324308

Créditos: divulgação

O ano era 2018. A febre era pular por aí de vagão em vagão, até o infinito ou até não conseguir mais. Naquele ano, Subway Surfers (Android, iOS) se tornou o primeiro app de game a atingir a marca de 1 bilhão de downloads na Google Play Store. Até então, franquias como Angry Birds, Candy Crush e Temple Run eram as mais bem-sucedidas nos smartphones – mas todas tinham múltiplos títulos, e haviam alcançado a marca considerando-se também outras lojas virtuais, como a App Store, da Apple.

Com uma proposta simples, Subway Surfers foi lançado gratuitamente, em 2012, em um desenvolvimento conjunto dos estúdios Kiloo e SYBO Games. No jogo, você é um jovem grafiteiro que foge de um inspetor e seu cão. Correndo pelos trilhos, é preciso desviar de vagões, além de obstáculos que aparecem pela frente. No caminho, vai coletando moedas, que ajudam a ganhar power-ups. A corrida é interminável, só acaba se o jogador é pego pelo inspetor, dá de cara em um trem ou outro obstáculo. Os cenários são cidades do mundo inteiro, que vão mudando a cada temporada, e há diversas opções de personagens.

Além da marca histórica nos dispositivos Android – que nessa época já representavam aproximadamente 70% do market share de sistemas operacionais mobile no mundo –, Subway Surfers também pode ser considerado o game para smartphone mais baixado da década de 2010, ultrapassando a marca de 2,5 bilhões de downloads já em meados de 2018, e fechando 2019 com 2,7 bilhões, considerando todas as plataformas. Além de Android e iOS, o game está disponível para OSX, HarmonyOS, Windows, Windows 10 Mobile, Windows Phone 8 e Kindle. Em 2018, no seu ápice, chegou a se tornar uma série, exibida no YouTube, com 11 episódios (e uma avaliação de 7,1 no IMDb!), mas que não foi continuada.