Marcos Marins, diretor executivo de expansão de aceitação no Brasil da Visa, durante o evento virtual “A rápida transformação digital do varejo em tempos de lojas fechadas”, promovido por Mobile Time

A Visa registrou 13 milhões de novos consumidores online na América Latina e no Caribe durante a pandemia do novo coronavírus. São usuários de cartões da Visa que nunca tinham feito uma compra virtual antes. O dado foi apresentado durante a live promovida por Mobile Time “A rápida transformação digital do varejo em tempos de lojas fechadas”, nesta quarta-feira, 10, por Marcos Marins, diretor executivo de expansão de aceitação no Brasil da Visa. Outro dado apresentado pelo executivo foi o aumento de cinco vezes nos pagamentos sem contato da Visa na comparação de março de 2020 com março de 2019.

“A pandemia impactou tremendamente os negócios e as pessoas no mundo todo. Todos precisaram se adaptar a uma nova realidade, varejistas e consumidores”, disse Marins durante o encontro virtual, onde foram abordados assuntos como iniciativas para ajudar o pequeno comércio a acelerar a transformação digital.

Farmácias e supermercados

Marins relata que os segmentos de supermercados e farmácias estão entre os que mais cresceram em vendas online durante a quarentena. “É um fenômeno que não vai passar”, disse. “A digitalização dos pagamentos veio para ficar, não tem volta. É um aumento na comodidade do consumidor. Em muitos casos ele não vai querer voltar ao momento pré-pandemia”, disse o diretor da Visa.

#compredopequeno

Uma maneira de ajudar o processo de transformação digital dos pequenos varejistas está sendo o movimento #compredopequeno. Por meio da plataforma Vai de Visa, em apoio ao movimento, a bandeira começou a divulgar iniciativas de startups e empresas que estejam com condições especiais neste período, ajudando a conectá-las com as PMEs que estejam precisando desses serviços.

Até o momento são sete startups registradas na plataforma. Elas anunciam serviços e benefícios especiais que vão desde auxílio à contabilidade digital, consultoria financeira gratuita, gerenciamento de documentos e contratos, automatização de atendimento ao cliente por meio de chatbots, ajuda em precificações e otimização de custos de operação, conciliação e automação de vendas.

“Muitas empresas precisaram se reinventar da noite para o dia. A pandemia forçou o varejo a se digitalizar. As PMEs e principalmente o long tail foram muito impactados no começo e os marketplaces ajudaram enormemente esses pequenos comércios a se digitalizarem e a sobreviverem. A gente começou a ver um movimento de pessoas querendo ajudar pessoas. Um preocupado com o outro. Começaram a surgir várias ações e na Visa não foi diferente”, explicou Marins. “Estamos entregando pá e picareta para que as micro e pequenas empresas possam se instrumentalizar e criar sua plataforma online.”

Marins explicou também que a plataforma funciona como um hub digital de maneira que pequenos comércios possam vender para consumidores próximos a eles. Inclusive, foi embutido um sistema de geolocalização para essa finalidade. A solução também permite que os comerciantes criem vouchers, de modo que o consumidor pague por um serviço ou produto que será entregue quando a situação na região melhorar e as pessoas puderem sair do distanciamento social.

Lives

A próxima live do Mobile Time acontecerá no dia 18 de junho, quinta-feira, e será sobre “O crescimento no consumo de conteúdos digitais durante a pandemia”. Estão confirmados como painelistas: Erick Bretas, diretor de produtos e serviços digitais da Globo; Eduardo Albano, COO do Ubook; Luciana Cardoso, diretora de estratégias digitais do Estadão; e Rafaela Furtado, head de parcerias estratégicas na América Latina do TikTok.

Para mais informações e compra de ingressos acesse a página do evento no Sympla ou fale com a equipe do Mobile Time: eventos@mobiletime.com.br / 11-3138-4619 (WhatsApp) / 11-96619-5888.

Confira aqui o calendário de lives e eventos digitais do Mobile Time para 2020.