A In Loco desenvolveu um modelo, em parceria com a USP, para prever quando o sistema de saúde de uma determinada região entrará em colapso. Para isso, é feita uma previsão da curva de infecção por Covid-19, com base nos dados do índice de isolamento social calculado através de dados de celulares com a tecnologia de localização da In Loco. Depois, a informação é cruzada com a taxa de ocupação dos hospitais próximos, o que permite prever quando o colapso acontecerá.

A empresa pernambucana também pretende oferecer a integração da sua tecnologia de localização a serviços de rastreamento de contatos, o que pode ser útil para acompanhar o avanço da doença e alertar novos possíveis infectados.

Índice de isolamento social

Mais de 30 prefeituras e 20 governos estaduais firmaram parceria com a In Loco para acompanhamento do seu índice de isolamento social. A única grande cidade com mais de 5 milhões de habitantes que não está utilizando a solução é o Rio de Janeiro.

De acordo com os dados coletados pela In Loco, o isolamento social no Brasil está caindo lentamente nas últimas semanas, desde que começou a quarentena. O pico no País foi em 22 de março, quando atingiu 62,2%. Na última segunda-feira, 11 de maio, foi de 43,3%. O estado com maior adesão no momento é o Pará, com 51,3% da população isolada. E aquele com menor adesão é o Tocantins (36,9%).

A tecnologia proprietária de localização da In Loco combina sensores de movimento e sinais de Wi-Fi captados pelos celulares, conseguindo uma precisão de poucos metros. Ela está presente em diversos apps, instalados em mais de 60 milhões de smartphones.

O CEO da In Loco, André Ferraz, participará da live do Mobile Time sobre o uso de mobile big data no combate à pandemia, que acontecerá na próxima quinta-feira, 14, de 9h30 às 11h. Também estão confirmados no mesmo painel: Bruno Maia, head de inovação para a América Latina da SAS; Fernando Bozza, pesquisador do Instituto D’or e chefe do Laboratório de Pesquisa Clínica em Medicina Intensiva do Instituto Nacional de Infectologia Evandro Chagas, da Fiocruz; Marcos Ferrari, presidente do SindiTelebrasil; e Pedro Palhares, country manager do Moovit.

Confira o calendário de lives do Mobile Time aqui. Para compra de ingressos e mais informações: eventos@mobiletime.com.br / 11-96619-5888 / 11-3138-4619 (WhatsApp).