20220712 MarceloKahn 9409

Ricardo Leite, no MPN Fórum (Foto: Marcelo Kahn)

A Neoenergia iniciará nesta semana testes em Atibaia/SP com um medidor de energia dualchip, que vai funcionar tanto na rede móvel pública quanto na rede privativa móvel da distribuidora de energia. A empresa usará as faixas de 700 MHz e 410 MHz, respectivamente, nesse teste. A novidade foi anunciada por Ricardo Leite, superintendente de smartgrids da companhia, nesta terça-feira, 12, durante o MPN Forum, evento organizado por Mobile Time em São Paulo.

A opção por uma rede híbrida, combinando a pública e a privativa, se deve à ausência de cobertura da rede pública em toda a área de extensão da Neoenergia. “Falta uma solução de rede pública que atenda as utilities”, comentou.

Os testes fazem parte de nova fase no projeto de smartgrid da Neoenergia. A empresa utilizou temporariamente a faixa de 3,5 GHz (agora destinada ao 5G das grandes operadoras) para sua rede privativa móvel, combinada com WiMesh e powerline Communications (PLC) na última milha até os medidores.

Hoje a Neoenergia tem 495 mil medidores inteligentes, de um total de 16 milhões. Sua rede privativa também é usada para conectar subestações, coletar dados da infraestrutura de distribuição de energia e para prover conectividade a equipes de campo. 

Na visão de Leite, um dos maiores desafios é a falta de interoperabilidade entre os fabricantes de equipamentos de smartgrid.