TVM InovaçãoGrandesMarcas Hermann

A GM já vendeu no Brasil 200 mil carros com conectividade 4G e Wi-Fi embarcado. Entre 65% e 70% dos compradores contrataram um plano de dados para seus veículos, fornecido pela Claro. A parceria entre a montadora e a operadora começou no Brasil e será levado para outros países da América do Sul. Os dados foram apresentados pelo diretor executivo de marketing para a América do Sul da GM, Hermann Mahnke, durante o painel virtual “Inovação móvel em grandes marcas”, no segundo dia do Tela Viva Móvel 2020, promovido por Mobile Time nesta quarta-feira, 12.

Atualmente, dentro do portfólio da montadora, os carros Cruze, Tracker, Picape S10 e o Trailblazer já saem das concessionárias habilitados para o uso do Wi-Fi. O comprador tem a opção de fazer um plano de dados para o carro que varia de 2G a 20 GB.

“O 4G permite você a ter a IoT em sua plenitude. E o consumidor passa a demandar muito mais. Ninguém tem uma conectividade nível quatro no País e isso é um diferencial enorme”. Na indústria automobilística, nível é ter apenas o Bluetooth; o nível dois é ter tela multimídia; o nível três, telemática; e o nível quatro, Wi-Fi embarcado no carro. “Com o 4G nos carros podemos também oferecer um sistema de telemática conectado ao carro diferenciado, que permite uma série de novos serviços ao cliente”, completou Mahnke.

Desafios

A antena dentro do carro é doze vezes maior do que a de um smartphone, o que permite uma melhor qualidade na recepção sinal. Mas o executivo reconhece que a cobertura ainda é um desafio no interior do País.