21 Jogos De Celular

O crescimento da audiência de games móveis nos últimos meses de 2020, após a pandemia do novo coronavírus e o distanciamento social, deve puxar a categoria como uma das principais a atrair receita em publicidade no ano de 2021. Em entrevista recente ao Mobile Time, Alberto Pardo, CEO da Adsmovil, falou das possibilidades de crescimento do setor.

“A audiência de gaming cresceu muito em 2020. Talvez tenha sido a audiência que mais cresceu no digital. Dobrou ou triplicou em alguns países. E, seguramente, o nosso negócio teve um impacto muito grande com esse crescimento”, afirmou o executivo, ao lembrar que sua empresa oferece publicidade de vídeo nos jogos. “Os brasileiros amam e passaram a jogar mais em dispositivos móveis. Oferecemos vídeo em forma de audiência. Tivemos 43% de crescimento. A audiência cresce mais que o dinheiro, mas há um efeito retardo. Cresce primeiro a audiência e depois vem a monetização”, completou.

Neste cenário, o executivo prevê uma movimentação forte no mercado de games latino-americano. Na sua visão, a indústria de jogos funciona e está bem desenvolvida apenas no Brasil, mas pode ser ampliada para outros países da região. Inclusive, o executivo acredita em fusões e aquisições na América Latina. Paralelamente, Pardo aposta na consolidação na monetização em games, que acontecerá em duas vias: nas programáticas e nos consoles. Citou como exemplo, a possível volta da Nintendo ao Brasil.

“As marcas começam a compreender que o gaming é um mercado massivo. Não pensam naquele estereótipo clássico do gamer. Hoje, qualquer pessoa joga no celular. São 2,4 bilhões de usuários no mundo. É comparável com as principais redes sociais do mundo. É um público maior que rádio online, por exemplo”, explicou o CEO.