Spina MediatekDay MT HM

Guilherme Spina, CEO da V2Com (crédito: Henrique Medeiros/Mobile Time)

A WEG começou uma nova fase de testes com 5G standalone (5G SA) nesta semana. Guilherme Spina, CEO da V2Com, confirmou nesta quarta-feira, 26, que a prova evolui para eliminar os controles físicos (CLPs) da unidade fabril em Jaraguá do Sul, cidade a 186 quilômetros de Florianópolis.

O teste conta com rede Claro e core da Ericsson – que será comparada com a rede privativa com core Nokia, que também está na fábrica –, além de dispositivos de prateleira.

“Queremos trazer o chão de fábrica para o software”, disse o executivo, durante evento organizado pela MediaTek nesta quarta-feira, 26.

Embora esteja nos primeiros momentos, os testes mostram uma latência de 10 m/s. Os resultados devem sair em breve. O projeto conta com ABDI e Anatel entre os parceiros.

Próximo capítulo

O CEO confirmou que a companhia deve voltar a testar ondas milimétricas. Vale lembrar que Spina apresentou o teste com 5G em mmW, mas explicou no MPN Forum que a tecnologia ainda não está madura para indústria 4.0. Além das ondas milimétricas, OpenRAN será testado em uma próxima etapa. Mais adiante, a companhia também quer avançar com testes com gêmeos digitais.

Estamos fazendo fase por fase com a ABDI. Vamos estender da onda 2 para onda 3. Devemos fazer mais testes de OpenRAN e mmW, quando estiver mais maduro. Somos uma empresa de bens de capital hoje. Daqui a um tempo, todas essas coisas terão um gêmeo digital. Por exemplo: hoje temos motor eletromecânico. No futuro terá chip eletrônico no motor”, completou.