O primeiro smartphone com tela dobrável da Huawei, o Mate X, deverá ser lançado no Brasil até o final do ano, ou no começo de 2020. Segundo o diretor executivo de Business Network Consulting da fornecedora chinesa para a América Latina, Carlos Solomón Garcia, até abril as operadoras brasileiras e dos principais mercados latino-americanos, como Argentina, Chile e Peru, deverão receber o dispositivo para iniciar a fase de testes. “Os aparelhos deverão ser enviados aos mercados na região até o final do ano, e a comercialização deverá acontecer em seguida”, disse ele a jornalistas nesta quarta-feira, 27.

Garcia lembra que o dispositivo da Huawei já será compatível com 5G – no caso, multibandas, incluindo faixa de 3,5 GHz e ondas milimétricas de 28 GHz. Com isso, o País poderá ter um aparelho compatível com redes de quinta geração mesmo que elas ainda não tenham sido lançadas no mercado – um leilão da faixa de 3,5 GHz deverá acontecer somente em março de 2020, segundo sinalizou a Anatel também nesta quarta-feira.

O smartphone Mate X é um dispositivo que, além de ser 5G, tem tela OLED dobrável. O handset tem engrenagens especiais para permitir à tela se moldar a três formatos: 6,6, 6,38 (tamanho para smartphone) e 8 polegadas (para tablet). Com chipset Kirin 980 e modem Balong 5000 5G, o celular possui uma bateria de 4.500 mAh e sensor de imagem da Leica na câmera. Segundo Solomón, o aparelho custará mais de 2 mil euros quando for lançado na Europa, em meados deste ano. Vale lembrar que a Huawei anunciou planos de voltar a comercializar aparelhos no Brasil “em breve”.