Entre os cinco maiores mercados em vendas de smartphones no mundo, o Brasil foi o que mais cresceu no segundo trimestre em comparação com o mesmo período do ano passado: aumento de 1,3%, com 10,8 milhões de unidades vendidas, informa o Gartner. O País nadou contra a maré, já que no mundo houve uma queda de 1,7% nas vendas de smartphones no mesmo período, caindo para um total de 367,9 milhões de unidades. O único outro mercado do top 5 a registrar crescimento foi a China, com aumento de 0,5%, mantendo uma liderança folgada, com 101 milhões de unidades vendidas. EUA, Índia e Indonésia, que completam o ranking dos cinco maiores, registraram quedas.

Entre os fabricantes, a Samsung continua sendo a líder global. A sul-coreana vendeu 75,11 milhões de smartphones entre abril e junho, volume que representa um crescimento de 3,8% em comparação com os 72,34 milhões comercializados no mesmo período de 2018. O share da Samsung em vendas subiu de 19,3% para 20,4%.

O maior crescimento entre os fabricantes, contudo, foi da Huawei. Apesar da guerra comercial entre China e EUA, a companhia chinesa registrou um aumento de 17% em suas vendas, puxada pelo mercado interno. Seu volume total de smarpthones vendidos passou de 49,85 milhões para 58,06 milhões. Com isso, a Huawei abriu vantagem sobre a Apple e se consolidou na segunda posição mundial, passando de 13,3% para 15,8% de share em vendas.

Uma das responsáveis pela queda nas vendas mundiais foi a Apple, cujo volume total diminuiu 14%, baixando de 44,72 milhões para 38,52 milhões. A má performance da Apple é atribuída à falta de atratividade dos novos iPhones, o que leva seus usuários a ficarem mais tempo com seus modelos atuais. A Apple manteve o terceiro lugar mundial, mas perdeu share. Ela teve 11,9% de participação um ano atrás e registrou 10,5% no segundo trimestre.

As chinesas Xiaomi e Oppo completam a lista dos cinco maiores fabricantes, com 33,19 milhões e 28,11 milhões vendidos no segundo trimestre, respectivamente. A Xiaomi registrou pequeno aumento de share em um ano, passando de 8,8% para 9%, enquanto a Oppo ficou estagnada em 7,6%.

Os demais fabricantes somaram 134,91 milhões de unidades vendidas, ou 36,7% do total entre abril e junho. Um ano atrás haviam sido responsáveis por 146,1 milhões, quando seu share era de 39%.

Veja abaixo a tabela com os dados do Gartner (em inglês):

Vendas mundiais de smartphones no segundo trimestre de 2019 (em milhões)

Fabricante 2T19

Unidades

2T19 Market Share (%) 2T18

Unidades

2T18 Market Share (%)
Samsung 75,11 20.4 72,34 19.3
Huawei 58,06 15.8 49,85 13.3
Apple 38,52 10.5 44,72 11.9
Xiaomi 33,19 9.0 32,83 8.8
OPPO 28,11 7.6 28,51 7.6
Others 134,91 36.7 146,1 39.0
Total 367,9 100.0 374,33 100.0

Fonte: Gartner (Agosto de 2019)