Até final de 2018, metade das conexões móveis serão 4G na América Latina

GSMA chama atenção também para a necessidade de modelos flexíveis e que evitem barreiras regulatórias para a chegada de novas tecnologias como a 5G