16 AcordoParceria

Depois de quase dois anos do anúncio da primeira proposta de compra da Oi Móvel, a oferta vinculante da Highline e uma contraproposta final, as operadoras Claro, TIM e Vivo anunciaram a data para a conclusão da operação de compra dos ativos da Oi Móvel: a próxima quarta-feira, 20.

A Oi aproveitará a data para iniciar oferta pública para aquisição em dinheiro (“Oferta Pública de Aquisição”) de todas as Notes com Garantia Sênior com vencimento em 2026 (“Notes”).

Em fato relevante, a TIM lembra que para que a entrega fosse viável, foram obtidas as aprovações do Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica), da Anatel, “além de atingidas ou dispensadas pelas Compradoras, conforme o caso, todas as condições precedentes contratuais. Dessa forma, as partes marcaram o fechamento da transação para o dia 20 de abril de 2022”.

“Com a efetiva conclusão da Transação, ficará definido um novo equilíbrio de infraestrutura entre as três principais concorrentes do setor, mantendo um alto grau de rivalidade setorial, trazendo benefícios amplos aos consumidores e garantindo os investimentos necessários para o desenvolvimento do setor de telecomunicações e o avanço digital do País”, complementa o texto da TIM.

A Telefônica (Vivo) também enviou fato relevante e comentou que a efetivação da transação traz benefícios aos acionistas da companhia “através da aceleração de crescimento e geração de eficiências em virtude de sinergias operacionais, bem como aos clientes, em decorrência da melhoria na experiência de uso e qualidade do serviço prestado e, finalmente, ao setor como um todo, em razão do reforço na capacidade de investimento, inovação tecnológica e competitividade.”