O 5G vai representar 13% da base de conexões móveis na América Latina em 2025. A projeção faz parte do novo relatório da Ericsson, o Ericsson Mobility Report, e leva em conta que as primeiras implementações de redes com essa tecnologia acontecerão na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia e México.

O 4G, por sua vez, seguirá ganhando participação na região, passando de 51% para 68% do total de conexões entre 2019 e 2025, mantendo, portanto, a liderança.

Enquanto isso, o 3G, que representava 36% em 2019, cairá para 13% em 2025. E o 2G terá apenas 4% da base total daqui a cinco anos.