“Vamos viver a consolidação da economia da cooperação”. A frase do CEO do PicPay, Gueitiro Genso, durante o debate online “A desmaterialização do dinheiro no Brasil em tempos de pandemia“, promovido por Mobile Time, aponta para o fim de uma época em que um competidor montava sua base, só dele, e não compartilhava nada com mais ninguém. “A ideia agora é saber sua expertise e como se integrar no sistema completo”, completou o executivo. Nesse novo mundo que desponta – e seu processo está cada vez mais acelerado com a pandemia do novo coronavírus – a economia das APIs vai entregar valor à sociedade, segundo Genso.

Para o diretor de canais digitais do Itaú Unibanco, Renato Mansur, a monetização das APIs passa a ser uma nova modalidade nos negócios: “Ninguém sabe ao certo como será o pós-pandemia, mas a base da pirâmide será digitalizada e novos ecossistemas serão destravados. A nova ordem é a colaboração entre as empresas e elas devem buscar parceiros onde cada um entra com sua fortaleza no ecossistema. Essa mudança vai ser muito importante”.

O executivo do banco acredita que haverá perda de receita com a mudança dos modelos de negócios tradicionais, mas há benefícios nos novos modelos com redução de custos, uso de dados e melhora na experiência do usuário. Questionado pela plateia virtual se a redução de DOCs e TEDs trarão impacto financeiro às receitas dos bancos, Mansur disse que os ganhos com essas duas funções “não são tão relevantes” atualmente.

“A busca por novos negócios é algo que faz parte da agenda diária de qualquer instituição, é uma dinâmica presente no nosso dia a dia. Em especial para a janela do open banking, sem dúvida, vão surgir novas linhas de receita e atendimento”, explica o diretor. “O open banking vem para ampliar a competição. E monetizar com as APIs passa a ser uma realidade na dinâmica dos negócios. Temos olhado isso. Dentro do banco (Itaú), nós olhamos isso de maneira estratégica”, concluiu.

Lives

A próxima live promovida por Mobile Time terá com o tema “Bots e autoatendimento: novos canais digitais ganham força na quarentena” e acontecerá no dia 28 de maio, entre 9h30 e 11h. Farão parte do painel: Ana Carolina Castro, gerente executiva de negócios digitais do Banco do Brasil; Carla Beltrão, diretora de e-care da Vivo; Celso Tonet, diretor de atendimento ao cliente e call center da Claro; Maurício Castro, diretor de marketing e transformação da Atento; e Roberto Costa, CEO da Take.

Mais informações sobre o evento: 11-3138-4619 (WhatsApp) ou eventos@mobiletime.com.br.

Confira aqui a programação de lives do Mobile Time.