Muito se fala sobre os cortes de empregos provocados pela chegada dos robôs de conversação, especialmente no segmento de contact center. Porém, pouco se discute sobre as novas profissões que estão surgindo associadas a essa tecnologia. Por trás de um chatbot há diversos profissionais, com as mais diversas formações. Há cientistas de dados, curadores de conhecimento, treinadores de bots, redatores de bots, linguistas computacionais, dentre outros. Qual é o perfil desses novos profissionais? Como é a sua rotina? Quais empresas precisam deles? O assunto será discutido em um painel no seminário Super Bots Experience, que será realizado nos dias 8 e 9 de agosto, no WTC, em São Paulo, com produção de Mobile Time.

Estão confirmados para o referido painel: Caio Calado, chatbot advocate da Take;  Cassiano Maschio, diretor comercial da Inbenta; Cleo Diegues, linguista computacional da Ubots; Fernando Tchê Gouvêa, sócio-fundador da Outra Coisa; e Thiago Moesch, gerente de produto de atendimento ao cliente do Nubank.

O Super Bots Experience também contará com painéis sobre o impacto dos bots e da inteligência artificial nos setores financeiro, de varejo e de telecom, além de um painel de abertura com CEOs de alguns dos maiores players desse mercado, apresentação de cases implementados no Brasil e palestras individuais sobre temas como bots nas eleições, bots e a nova lei de proteção de dados e bots com reconhecimento de imagens. Entre os palestrantes confirmados há diretores de empresas como Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal, Banco Original, Sky, Vivo, Totvs, IBM, dentre outras.

A programação completa e venda de ingressos online estão disponíveis no site www.botsexperience.com.br, ou pelo telefone/WhatsApp 11-3138-4619, ou pelo email eventos@mobiletime.com.br.