Itau Luciana Nicola

Luciana Nicola, diretora de relações institucionais e sustentabilidade do Itaú (divulgação: Abecs)

Uma parceria do Itaú com uma wallet de documentos fiscais para o consumidor faz parte da estratégia ESG do banco. De acordo com Luciana Nicola, diretora de relações institucionais e sustentabilidade da instituição financeira, a carteira Cupom Verde (Android, iOS) colaborou para a redução de cortes de árvores para a produção de papéis em maquininhas de cartão.

“Com o app, o usuário não precisa mais do papel termosensível (que não é reciclável). Isso significa que a cada 50 mil cupons é uma árvore a menos. E o Itaú banca uma árvore adicional”, complementou Nicola, em palestra no CMEP 2023 nesta quarta-feira, 29.

O aplicativo é liberado para qualquer usuário, ou seja, não apenas para clientes Rede e Itaú. Por meio do Cupom Verde, o cliente pode solicitar o canhoto digital independente de sua adquirente. Além disso, o consumidor tem armazenamento digital de cupons fiscais e gestão financeira dos gastos em um único lugar, uma maneira de se aplicar na prática a educação financeira.

Para o comerciante, o app também tem benefícios, como a redução de custos com a aquisição de bobinas, agilidade nas transações de pagamentos e marketing positivo: “Olhamos como uma prática de impactar ESG o cliente e o comerciante. E o estabelecimento ver qual produto é mais usado”, complementou a executiva.

Em um ano de operação, o Cupom Verde colaborou para a manutenção de 400 mil árvores, 35 bilhões de litros de água, 5 milhões de litros de petróleo e 38 mil toneladas de CO².