A proporção de brasileiros com smartphone que assinam um ou mais serviços de streaming de filmes e séries no Brasil deu um salto de 10 pontos percentuais em um ano, passando de 56% para 66%. É o que informa a nova pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre uso de apps no Brasil. A recente chegada de diversos novos serviços desse tipo ao País e as parcerias de distribuição fechadas com empresas de setores variados, como operadoras de telecom e bancos, ajuda a explicar o crescimento desse serviço.

A penetração de serviços de streaming de filmes e séries é de 76% nas classes A e B, ante 63% nas classes C, D e E. Na análise por faixa etária, é maior no grupo de 16 a 29 anos (73%) do que naqueles de 30 a 49 anos (67%) e com 59 anos ou mais (54%). 

A distribuição dos catálogos de filmes e séries entre várias plataformas leva o consumidor a assinar mais de um app de streaming. Entre aqueles que pagam por esse tipo de serviço, 38% assinam apenas um, enquanto 62% assinam dois ou mais.

O Netflix continua sendo o líder incontestável desse segmento, sendo assinado por 81% dos usuários de streaming de filmes ou séries (Tabela 2). Em seguida vêm Amazon Prime Video (43%), Disney+ (21%), Globoplay (19%) e HBO Max (18%).

A nova edição da pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box sobre uso de apps entrevistou entre os dias 13 e 23 de abril 2.041 brasileiros que usam smartphone. A pesquisa tem validade estatística com abrangência nacional, respeitando em sua amostra as proporções por gênero, faixa etária, renda familiar mensal e distribuição geográfica do universo de brasileiros que acessam a Internet. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais e o grau de confiança é de 95%. A pesquisa tem versões em português e em inglês e pode ser baixada de graça aqui.

streaming