Marcia Ogawa Deloitte

Macria Ogawa,, sócia-líder de Tecnologia, Mídia e Telecomunicações na Deloitte Brasil. Foto: divulgação

A sócia-líder em Tecnologia, mídia e Telecomunicações (TMT) na Deloitte Brasil, Marcia Ogawa, afirmou que a chegada do 5G no Brasil não impede o desenvolvimento de outras redes de Internet das Coisas. Aliás, a executiva acredita que as redes celulares de quinta geração das operadoras vão coexistir com padrões como LPWAN.

Durante o Massive IoT Summit, evento organizado pela Everynet nesta quinta-feira, 25, em São Paulo, Ogawa explicou que as redes de IoT serão importantes para garantir a baixa latência em aplicações críticas. Acredita ainda que o modelo das operadoras mudou de fornecedores de infraestrutura e conectividade no 4G para entrega de casos de uso prontos no 5G; um formato mais colaborativo e que permitirá a participação de parceiros na construção dessas aplicações.

A sócia da Deloitte afirmou ainda que o desenvolvimento de IoT no Brasil ocorreu apenas por uma mobilização de governo, setor privado, organizações da sociedade civil e setoriais, algo que começou em meados de 2015.