O WhatsApp continua sendo o app mais presente na tela inicial do smartphone brasileiro. Depois de um longo período com pequenas perdas ou estagnação nesse aspecto, o aplicativo de mensageria apresentou crescimento, estando agora na homescreen de 58% dos aparelhos, informa a nova pesquisa Panorama Mobile Time/Opinion Box. Na edição anterior, de dezembro do ano passado, o WhatsApp estava em 55%.

Historicamente, eram imperceptíveis variações demográficas no WhatsApp: o aplicativo sempre foi usado por gente de todas as idades e classes sociais. Mas agora, pelo menos no que diz respeito à presença na tela inicial, notam-se algumas diferenças. O WhatsApp é mais presente na tela inicial das mulheres (61%) que na dos homens (54%). E também é mais comum na tela inicial dos jovens de 16 a 29 anos (64%), que naquela das pessoas de 30 a 49 anos (56%) e daqueles de 50 anos ou mais (54%). Por renda familiar mensal, ele está na homescreen de 60% dos smartphones das classes A e B; 58%, da classe C; e 54%, das classes D e E.

Veja abaixo os dez apps mais presentes na tela inicial do smartphone brasileiro neste momento.

O relatório completo inclui dados sobre comportamento no download de apps e bens digitais dentro de apps, streaming de filmes e séries, streaming de música, podcasts, games, apps de apostas, ebooks, audiolivros, videochamadas e muito mais. O relatório está disponível para download gratuito aqui.

A pesquisa foi feita entre 13 e 22 de março de 2024, com 2.033 brasileiros que acessam a Internet e possuem smartphone, respeitando a proporção por gênero, faixa etária, renda familiar mensal e distribuição geográfica pelo Brasil. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais.